• Empresa Júnior

Como usar o LinkedIn: Como evitar afundar seus resultados e o que fazer para alavancá-los

O que é o LinkedIn?


O LinkedIn é uma rede social profissional que tem como proposta gerar conexões e relacionamentos entre pessoas do mercado de trabalho. Por meio de interações e criação de conteúdos, essa rede possibilita que as pessoas fortaleçam suas marcas pessoais e procurem novas oportunidades profissionais. No Brasil, em 2020, são mais de 46 milhões de usuários e esse número só tende a crescer. Porém, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como utilizar essa rede social corretamente. É um currículo online? Como devo me posicionar? Tenho que postar todo dia? Posso ser informal?

Para clarear essas dúvidas, convidamos o empreendedor Cristiano Lins Pereira para nos dar seu treinamento sobre “Como usar o LinkedIn”. Agora, com essas perguntas respondidas para nós, aqui vão algumas das dicas de o que não fazer e o que fazer para otimizar o seu LinkedIn.


3 erros que podem afundar seus resultados no LinkedIn


1- Usar o LinkedIn como currículo online


Posso usar o LinkedIn como currículo? Antigamente poderia, mas, agora, o LinkedIn evoluiu e deve ser visto como uma maneira de construir um portfólio da sua carreira. Com suas diversas funcionalidades, é possível registrar todas as suas experiências de carreira - desde a vida acadêmica até os empregos - assim como deixar claro quem você é para recrutadores e possíveis parceiros ao descrever suas competências. Sendo assim, utilizar essa rede social como apenas um currículo é uma ideia ultrapassada e fará com que o seu perfil não seja impulsionado da maneira que poderia.


2- Ser ativo apenas quando se precisa de um emprego.


Preciso sempre mexer no LinkedIn? Muitas pessoas utilizam o LinkedIn como forma de conseguir um emprego, mas se aproveitar dessa ferramenta apenas nesses momentos é um grande erro no que diz respeito a essa rede social. Quando a pessoa tem sua conta como um “ponto morto” - não posta com frequência ou passa longo períodos de tempo sem realizar nenhuma postagem - ela é mal vista pela sua rede de contatos. Para fazer networking é necessário ser ativo, compartilhar conhecimentos, criar conteúdos que agreguem na carreira de outras pessoas - e isso é feito ao longo do tempo. Dessa maneira, é imprescindível manter consistência na rede e entender que “ponto morto” não dá resultado para a rede de contatos.


3- Achar que precisa de muita experiência para estar no LinkedIn

Universitário pode ter LinkedIn? Pode e deve! O LinkedIn não é apenas utilizado por pessoas que já estão inseridas no mercado de trabalho, mas também por jovens que estão adentrando nele e que, muitas vezes, ainda estão na faculdade. Existe um grande equívoco dessas pessoas ao acreditarem que, por não terem muita experiência, estão em desvantagem na rede social. Por isso, é de extrema importância lembrar que o LinkedIn é um portfólio pessoal, no qual podem ser inseridos não apenas experiências profissionais, mas cursos, trabalhos, livros e postagens interessantes que leu, ou seja, qualquer conhecimento que seja interessante de compartilhar. O importante é se manter ativo e demonstrar interesse e determinação por meio dos posts para, assim, construir uma rede de contatos.

3 dicas para fazer seu LinkedIn decolar


Agora que já vimos o que estamos fazendo de errado nessa rede social, que tal entendermos o que podemos fazer a mais para nos destacar?


1 - Ter um perfil otimizado


Completei meu perfil, e agora? Quando criamos uma conta no LinkedIn, há um passo a passo a ser seguido, onde completamos nosso perfil com informações básicas. Esse é o que a rede social chama de “perfil campeão”, uma conta completamente preenchida com as informações necessárias que vão além de um currículo online e que mostra para as pessoas quem você é. Mas um “perfil campeão” é apenas o primeiro passo para ter um “perfil otimizado”.

Então, o que é um “perfil otimizado”? É ter a conta com as informações necessárias, mas distribuídas da maneira certa para que você seja encontrado pelos recrutadores da forma mais simples possível. São essas otimizações que fazem com que você se destaque de outros candidatos em recrutamentos.

Como ter um perfil otimizado no LinkedIn?

  • Ter uma foto de perfil profissional: sem luz escura, sem luz no fundo, com seu rosto no centro da foto.

  • Ter uma foto de capa do Linkedin que chame atenção e seja informativa, que deixe claro o que você faz e qual função você exerce.

  • O resumo pessoal deve ser pensado como um “pitching pessoal” de 30 segundos: deve explicar quem você é, o que faz, o que gosta, quais os seus valores e onde deseja chegar de maneira clara e rápida. Deve fazer com que outras pessoas despertem curiosidade e te mandem mensagem no inbox.

  • Lembre-se de sempre usar palavras-chave que chamem atenção dos recrutadores da área.


2 - Construir rede de contatos


Com quem me conectar no LinkedIn? Ter uma boa rede de contatos no LinkedIn é essencial para aproveitar tudo o que a rede social tem a oferecer. Um truque para fazer um bom networking é criar uma persona: uma pessoa fictícia perfeita com a qual você gostaria de ter contato. Pode ser, por exemplo, uma pessoa que trabalha no seu emprego dos sonhos, na empresa que você mais gosta. A partir disso, fica mais fácil pensar em um plano que te leve até a vaga ideal: se conectando com as empresas que você mais gosta, com os recrutadores da vaga que você quer e com quem já é o que você quer ser na sua próxima etapa.

Por exemplo: se você é estudante de Publicidade e sempre quis trabalhar no Marketing da Coca Cola: você pode se conectar com a empresa, com o time de Marketing dela, com recrutadores, coordenadores e gerentes, assim como estagiários e trainees da Coca Cola.


3 - Produzir conteúdo regularmente


Preciso postar no LinkedIn para ser notado? Sim! Produzir conteúdo é a cereja do bolo quando se fala de construir sua marca pessoal. Hoje, o seu nome é a marca mais importante que você pode ter e, por isso, investir no seu "personal branding” é essencial. Segundo o LinkedIn, apenas 2% dos usuários produzem conteúdo toda semana, logo, se você deseja se destacar no mercado, produzir conteúdos, mesmo que seja apenas uma vez na semana, faz uma grande diferença. Traga experiências pessoais e até mesmo conteúdos que aprendeu na faculdade. Mas lembre-se: eles devem ser apresentados como ensinamentos, acompanhados de explicações sobre o conteúdo e dos insights que você tirou.

Agora você já está pronto para construir um perfil campeão otimizado, que te garantirá muitas conexões e oportunidades! Gostou do conteúdo e quer ver mais dicas sobre o LinkedIn? Os perfis do Cristiano são um ótimo lugar para começar!


Cristiano Lins Pereira

Empreendedor

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/clinspereira/

Instagram: https://www.instagram.com/clinspereira/

Curso LikedIn para Empregos:

https://www.hotmart.com/product/linkedin-para-empregos/X37192138G


  • Brenno Mansur e Rafaela Lima

Rua Marquês de São Vicente, 225
Gávea Rio de Janeiro – RJ

+55 21 97133-2023

images.png
logo-instagram-png-fundo-transparente4.p
facebook-logo-with-rounded-corners_318-9

Site desenvolvido por Empresa Júnior PUC-Rio